Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Cidade mais violenta do Estado concentra vários presídios

/ On : quinta-feira, fevereiro 03, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Franco da Rocha, na Grande SP, é o município mais violento do Estado, se considerado o número de homicídios dolosos, com intenção de matar, por 100 mil habitantes. Em 2009, Cubatão (56 km de SP) ocupou o posto.

Com 131.603 moradores, Franco da Rocha teve em 2010 taxa de 21,28 e deixou o 3º lugar de 2009 (20,25).

Foram 28 assassinatos no ano passado contra 26 em 2009 -aumento de 5%. São vários motivos que explicam o aumento em Franco da Rocha: é uma cidade dormitório, próxima da capital, pobre (tem o 335º IDH do Estado) e concentra vários presídios (abriga 4.177 detentos, conforme a Secretaria da Administração Penitenciária).

Considerada exemplo internacional pela redução de assassinatos, Diadema, também na Grande São Paulo, voltou a ficar entre as cidades mais violentas de SP, com 20,98 mortes em 2010.

Com uma taxa de homicídios de 10,48, o Estado de São Paulo está na chamada "zona epidêmica de homicídios" -para a Organização Mundial da Saúde, existe uma epidemia quando o índice é superior a 10 homicídios por 100 mil habitantes.

Interior sofre com tráfico de drogas
Com graves problemas por conta do aumento do consumo de drogas entre a população mais jovem, principalmente o crack, Jaú, a 287 km da capital, foi a cidade onde ocorreu o maior aumento na taxa de homicídios dolosos.

Em 2009, Jaú teve dois assassinatos e a taxa de homicídio por 100 mil habitantes foi de 1,51; ano passado, com 11 mortes, a taxa saltou para 8,39 -aumento de 455%.

Confira no link abaixo o ranking dos homicídios ao considerar cidades paulistas com mais de 100 mil habitantes. Dos 645 municípios, 75 se encaixam nesse critério.

http://media.folha.uol.com.br/agora/2011/02/02/ranking_de_violencia.pdf

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.