Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Rodoanel: um mês operando e falta de sinalização continua

/ On : quarta-feira, maio 05, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Os problemas com a falta sinalização, acessos e telefone de emergência ainda não foram solucionados, após um mês.

Após um mês de inaugurado, o Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas ainda apresenta problemas de sinalização que causam dificuldades para os motoristas. No acesso à estrada não há placas que indiquem cidades da região do ABC, além de São Bernardo e Mauá. O motorista percorre inúmeros quilômetros para descobrir em que cidade está. Questionada, a Dersa (Desenvolvimento Rodoviário SA), empresa responsável pelas obras do Rodoanel, não respondeu sobre os problemas encontrados pela reportagem.

A reportagem do jornal Diário do Grande ABC apontou à empresa que no percurso da região até a cidade turística de Embu, na Capital, faltam retornos. O primeiro aparece apenas na altura do km 69, em frente a um posto rodoviário, nas proximidades do Jardim Canaã, em São Bernardo. Os poucos retornos encontrados são operacionais.

Na viagem de aproximadamente duas horas, com saída de São Bernardo indo até a Rodovia Régis Bittencourt e para Mauá, não há nenhum telefone de socorro na estrada. O motorista que precisar de ajuda terá que contar com seu celular para ligar num número 0800 comunicado aos motoristas em placas.

Mas contar com o celular também não é algo fácil ao trafegar pelo Rodoanel. Na altura do km 51, quase na divisa entre a Capital e Itapecerica da Serra, os aparelhos costumam ficar sem sinal.



Retorno - O motorista do Grande ABC que tiver que voltar de Embu terá o desafio de descobrir onde estão as placas que indicam a Régis Bittencourt, assim como as cidades da região. Após passar por confusas bifurcações em Embu, placas improvisadas indicam a via.

Após andar mais alguns quilômetros, pode-se visualizar placas que orientam sentido Anchieta/Imigrantes, Mauá e Litoral. Nem São Bernardo e Santo André estão listados.

A Avenida Papa João XXIII só é identificada das imediações do km 70, mas a placa não comunica que a avenida fica em Mauá.

A CET (Companhia de Engenharia de Trânsito), que controla o trânsito da Capital, não fechou balanço sobre a diminuição do trânsito nas marginais e na Avenida dos Bandeirantes.

fonte: Diário do Grande ABC - 4/5/2010

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.