Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

sexta-feira, 26 de julho de 2013

51% desaprovam a maneira de governar de Alckmin. 59% não confiam no governador.

/ On : sexta-feira, julho 26, 2013 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
(do Transparência SP)

A vida está realmente difícil para todo mundo.
O governo Alckmin já começa a sofrer os reflexos do descontrole da segurança pública, dos transportes públicos de baixa qualidade, dos escândalos de corrupção em seu governo e da falta de motivos para comemorar na educação e saúde pública estadual.

(do G1)

Pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quinta-feira (25) mostra que 26% dos eleitores avaliaram como "ótimo/bom" e 26% como "ruim/péssimo" o governo de Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo. O índice de eleitores que consideraram o governo "regular" foi de 46%. Outros 3% não sabiam ou não responderam.
A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais para mais ou para menos. Segundo a CNI, é a primeira vez que a entidade encomenda ao Ibope pesquisa sobre a popularidade de Alckmin, por isso não há índices anteriores para comparar com o desta quinta.
O Ibope ouviu no estado 812 eleitores com mais de 16 anos entre 9 e 12 de julho.
O Ibope também perguntou aos eleitores se aprovam a maneira de governar de Geraldo Alckmin: 40% responderam que aprovam, 51% que desaprovam e 8% não responderam ou não souberam.
Em outra questão, 34% disseram que confiam no governador, 59% disseram que não confiam e 7% não responderam ou não souberam.
81% dos entrevistados consideram que governador e secretários utilizam "mal ou muito mal" os recursos públicos.
O levantamento foi realizado após as manifestações de rua no mês de junho em todo o país que pediram melhores condições de vida e o fim da corrupção. Em São Paulo, as manifestações começaram contra o aumento nas tarifas de transporte urbano.
Inicialmente, a CNI havia informado somente os percentuais de "ótimo/bom" e não os de "regular" e de "ruim/péssimo" de cada um dos 11 governos estaduais. Segundo o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, a opção por informar somente os percentuais de "ótimo/bom" foi motivada pelo excesso de dados da pesquisas. Os dados completos foram divulgados no final da tarde desta quinta-feira.
Datafolha
Pesquisa do instituto Datafolha divulgada no último dia 1º apontou uma queda de 14 pontos na aprovação do governo de Geraldo Alckmin em relação ao levantamento anterior, realizado entre os dias 6 e 7 de junho. Nesse intervalo, o índice de "ótimo/bom" do governo paulista caiu de 52% para 38%, segundo o instituto.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.