Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

sábado, 2 de julho de 2011

A centralidade política de Campinas.

/ On : sábado, julho 02, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com

Situação em Campinas preocupa partido

(do Valor Econômico)

Na tentativa de se manter no cargo, o prefeito de Campinas, Dr. Hélio (PDT), busca apoio no PT e cobra a fatura por ter apoiado o partido e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em crises do governo petista e nas eleições.
Como prefeito, Dr. Hélio defendeu a manutenção do PDT na base do governo Lula em 2003, quando o ex-governador Leonel Brizola, morto em 2004, se rebelou contra a gestão. Durante a crise do mensalão, em 2005, defendeu Lula e o então ministro da Casa Civil, José Dirceu. Em 2006, articulou a campanha de reeleição de Lula no interior paulista, ao comandar um comitê suprapartidário, ação repetida em 2010, para a eleição presidencial de Dilma Rousseff.
É respaldado por essa parceria que o prefeito alicerça sua defesa. Nesta semana, o presidente do PT paulista, Edinho Silva, prestará depoimento como testemunhas de defesa do pedetista. Dirceu defendeu Dr. Hélio depois que a gestão virou alvo de investigação do Ministério Público Estadual.
As denúncias indicam fraudes em licitações na empresa pública de saneamento Sanasa com a prefeitura. A primeira dama, Rosely Nassim Santos, e o vice-prefeito, Demétrio Vilagra (PT), seriam os mentores do esquema.
Espalhado pela prefeitura, está um grupo de mato-grossenses-do-sul que, segundo as investigações, sustentariam o esquema. Vários têm passagens por prefeituras do Mato Grosso do Sul - em especial de Corumbá, cidade natal de Dr. Hélio- e também pelo governo do Estado.
A chamada "República do MS", no governo campineiro desde 2005, conta com o ex-presidente da Sanasa Luiz Aquino, delator do esquema e amigo de infância do prefeito; o diretor de Planejamento Ricardo Cândia, ex-prefeito de Corumbá, é apontado como braço-direito da primeira-dama nas fraudes; Francisco de Lagos, ex-secretário de Campo Grande na prefeitura de Lúdio Coelho (PSDB), era coordenador de Comunicação da prefeitura de Campinas; o ex-diretor técnico da Sanasa, Aurélio Cance Junior, que seria responsável pela arrecadação de dinheiro de obras, é irmão do atual superintendente de Gestão da Informação do governo de André Puccinelli (PMDB), André Luiz Cance, e foi vereador em Campo Grande.
Com o cenário desfavorável para o PDT e PT, projeta-se Jonas Donizette (PSB), deputado federal mais bem votado no município em 2010, com 16% dos votos. Donizette concorreu à prefeitura em 2004 e 2008.
No PSDB, o deputado federal Carlos Sampaio, que disputou a prefeitura nas últimas três eleições, é cotado, assim como a deputada estadual Célia Leão. O vereador Artur Orsi ganhou projeção como principal articulador do movimento pela saída do prefeito.
O ministro dos Esportes, Orlando Silva (PCdoB), que transferiu seu título eleitoral para Campinas, era considerado pré-candidato dos governistas antes do escândalo. Participou com regularidade de eventos na cidade em 2010 e sua esposa, a atriz Ana Petta, nasceu e mora em Campinas. Mas, segundo integrantes da sigla, dependeria do andamento tranquilo das obras para a Copa em 2014 e Olimpíada em 2016, além do apoio do prefeito, o que, dada a circunstância, não é desejo de nenhum candidato.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.