Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Fraudes na saúde estadual existem há mais de 10 anos.

/ On : quarta-feira, junho 22, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
(do Transparência SP)

O esquema de fraudes em plantões médicos no hospital público estadual de Sorocaba funcionava a mais de 10 anos. Não acredito em ampla divulgação desta informação, até porque este assunto revela a falta de controle do governo estadual e a lentidão do próprio Ministério Público Estadual quando o desvio de verbas e conduta atinge "aliados".


Documentos entregues à Câmara mostram que fraudes na Saúde existem há mais de 10 anos
(do Portal Tem Mais)

Os documentos revelam o drama de quem trabalha com a saúde em Sorocaba. São relatos do dia a dia no Conjunto Hospitalar, onde a desorganização era evidente. Tudo escrito no livro de ocorrências e uma residente desabafa
- "É necessário de uma vez por todas determinar quais são ou não são as atribuições dos doutorandos pra que possa haver organização neste internato."
A falta de médicos durante os plantões era recorrente.
- "Não havia nenhum médico responsável na enfermaria. Acho uma situação de extrema gravidade", denuncia revoltada uma das funcionárias.
Uma médica desabafa.
- "Por não ter médico no ps da clínica médica deixei o plantão da enfermaria aos cuidados de uma residente, o que é um absurdo deixá-la sozinha. Não concordo, mas nao tive escolha.
Pacientes entregues nas mãos de estudantes e em uma outra denúncia feita por uma aluna de medicina.
- "Queria fazer uma queixa de que não há plantonista na enfermaria, como residente estou sozinha, sem chefe. Um absurdo pois na escala estava um plantonista"
Os relatos de alunos, médicos e funcionários não foram bem aceitos pela direção. O diretor técnico de serviços de saúde dá uma bronca.
- "Este é um livro não de desabafos ou críticas mal definidas" peço maior cuidado nas anotações"
Esses documentos que falam do dia a dia no Conjunto Hospitalar foram entregues para os jornalistas na Câmara dos Vereadores. O médico que juntou toda esta papelada já vinha denunciano a falta de médicos nos plantões e a precariedade no atendimento dos pacientes há mais de 10 anos.
A primeira denúncia feita pelo médico Vicente Spinola Dias Neto ao Ministério Público foi em 1998. Ele relatava problemas como falta de leitos, remédios e o caos que tomava conta da enfermaria.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.