Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Folha protege estado e ataca ferroviários; Trens da CPTM param totalmente a partir da 0h desta quinta

/ On : quarta-feira, junho 01, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Manchete destaca revolta dos passageiros, mas não discute precariedade do sistema de transporte na região metropolitana de São Paulo e as reivindicações dos funcionários.


Trens da CPTM param totalmente a partir da 0h desta quinta; passageiros se revoltam em estações


Janaina Garcia
Do UOL Notícias
Em São Paulo


Os cerca de 2,4 milhões de usuários do sistema ferroviário de São Paulo e Grande São Paulo ficarão sem essa opção de transporte, de maneira ampla e irrestrita, a partir da zero hora desta quinta-feira (2). É o que prometem os três sindicatos que representam os trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) após assembleias realizadas no final da tarde de hoje e que decidiram pela greve de 100% dos serviços. Na estação Jurubatuba, nesta noite houve o registro de tumultos gerados pelo acúmulo de passageiros que tiveram de optar pelo ônibus com a operação parcial da linha 9-Esmeralda. A companhia admitiu o incidente, mas informou que se trata de "um dia atípico" e que o caso foi isolado. De Guaianazes (zona leste), contudo, também houve relatos de pequenos tumultos.

A decisão da categoria contraria liminar expedida nessa terça-feira (31) pelo TRT (Tribunal Regional do Trabalho), que, em atendimento à Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) e à CPMT, determinara que 90% da operação fosse mantida em horários de pico, e 70% nos demais horários. Em assembleia na noite de terça, os metroviários adiaram a votação de eventual greve para quinta, em nova reunião às 18h30. Já pela CPTM, dois de três sindicatos definiram pela paralisação parcial já à meia-noite de hoje.
Segundo o presidente do Sindicato dos Ferroviários de São Paulo, Eluiz Alves de Matos, a assembleia que acabou no início da noite definiu pela deflagração de greve nas duas linhas que estavam até então em operação: a 7 - Rubi (Jundiaí - Luz) e a 10 - Turquesa (Luz - Rio Grande da Serra). Juntas, ambas movimentam diariamente cerca de 800  mil passageiros e respondem por cerca de 2.800 trabalhadores.
“Amanhã o usuário vai amanhecer sem o transporte metropolitano de trem, pois é greve geral. E nossas duas linhas são a espinha dorsal da CPTM, pois interligam a zona leste à Barra Funda (zona oeste)”, afirmou Matos. De acordo com ele, a decisão do TRT não abalou os ânimos da categoria, que, no caso do sindicato que ele preside, havia optado ontem por suspender a paralisação. “Suspendemos porque aguardávamos uma proposta que atendesse as reivindicações, mas nem Estado nem CPTM ofertaram algo que os trabalhadores não entendessem ser de segunda classe, a greve vai ser geral --e a multa que o TRT coloca vale tanto para o sindicato quanto para a empresa”, frisou o dirigente.

extraído de: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2011/06/01/trens-da-cptm-param-totalmente-a-partir-da-0h-desta-quinta-definem-assembleias.jhtm

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.