Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

sábado, 7 de maio de 2011

Investigador é baleado ao tentar coibir ação criminosa

/ On : sábado, maio 07, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com

Braço direito de Kestel, após cirurgia
Na madrugada do dia 14.04.11, por volta de 1 hora da manhã, o Investigador de Polícia Flávio Kestel (26) foi baleado ao tentar coibir a ação de criminosos. O fato ocorreu na saída do show da banda irlandesa U2, quando o policial voltava para casa, na Av Giovanni Gronchi, em São Paulo. Após passar por uma complicada cirurgia, Kestel conta com exclusividade os detalhes da ocorrência que sensibilizou amigos e parentes e nos força a refletir sobre a desvalorização pela qual passam os agentes de Segurança Pública, principalmente por parte da sociedade, apesar da bravura e valentia exigidas para o exercício da profissão.
Percebi a ação quando o tráfego parou. Ao analisar as pessoas à minha volta, notei que 3 indivíduos cercaram uma mulher de aproximadamente 30 anos que caminhava sozinha pela calçada. Ao anunciarem o assalto, desci do carro imediatamente e dei voz de prisão aos 3 marginais, mas logo em seguida fui atingido por disparos de arma de fogo que vinham de um quarto marginal que fazia a cobertura do assalto a cerca de 8 metros da abordagem.
A minha reação foi de me abrigar, pois minha arma tinha caído ao solo, pelo fato de ter sido atingido no braço direito e ter rompido artérias e nervos, relata o Investigador.
Nesse momento, a vítima, ilesa, abandonou o local enquanto os criminosos empreenderam fuga.
Até o momento não há lavratura de boletim de ocorrência por parte da vítima, o que acaba por dificultar o trabalho investigativo da Polícia Civil.

Íntegra em: http://caradehomem.com.br/?p=503

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.