Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Surto de diarreia atingiu mais de 8 mil pessoas em um mês

/ On : quinta-feira, fevereiro 03, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com


A Baixada Santista teve pelo menos 8.783 casos confirmados de diarréia em janeiro deste ano. Guarujá foi uma das primeiras cidades a registrar o surto, afirma que só na primeira quinzena de janeiro teve 2.946 casos.

O número, no entanto, pode ser ainda maior. Como as prefeituras não têm prazo para notificar a secretaria estadual, pode haver casos de janeiro que ainda não foram informados e, por isso, não apareceram nesta estatística. Também pode haver casos ainda à espera de confirmação, afirma a secretaria.

O número de casos é a soma de casos informados para a Secretaria Estadual de Saúde pelas prefeituras de Santos, Guarujá, Bertioga, Cubatão, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe. A secretaria não soube informar quantos são os casos em cada uma das cidades.

Praias poluídas e  esgoto sem tratamento

Na primeira semana de janeiro, relatório da Cetesb – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo – classificou 34 das 155 praias do Estado, como impróprias (uma delas com pontos de medição apontando mar inadequado, José Menino, em Santos).

Em toda a orla paulista ainda falta investimentos para que todo o esgoto produzido seja coletado e tratado, sem que seja despejado diretamente no mar.

Com relação ao surto de diarréia, a Secretaria Estadual da Saúde diz que o agente causador do surto ainda não é conhecido. O surto da doença pode estar sendo causado por uma bactéria (transmitida por alimento ou água) ou por um vírus (transmitida pelo ar).

*com informações da Folha de S. Paulo

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.