Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Delegados de SP são detidos por sumir com lista de propina

/ On : sexta-feira, fevereiro 04, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
04 de fevereiro de 2011 | 9h 51
AE - Agência Estado
Dois delegados da Polícia Civil foram presos ontem em flagrante sob acusação de sumir com uma lista de propina da máfia dos caça-níqueis. Nela estariam registrados pagamentos que supostamente seriam feitos toda semana para a delegacia que eles comandavam: o 42º Distrito Policial, no Parque São Lucas, na zona leste de São Paulo. Os policiais negam as acusações.
Elton Martinelli, delegado titular do distrito, e Flávio Afonso da Costa, seu assistente, teriam aproveitado um descuido dos corregedores. Estes já haviam detido dois investigadores do 42.º DP, quando deixaram a lista na mesa do titular da delegacia "por 20 segundos" para tentar deter um terceiro investigador no corredor do distrito. Quando voltaram para a sala do delegado titular, a lista havia sumido.
A Corregedoria passou a investigar o caso depois de receber uma denúncia ontem de manhã. Segundo a informação recebida pela Divisão de Operações Policiais (DOP), da Corregedoria, três investigadores da delegacia seriam responsáveis por recolher a propina toda sexta-feira. Mas teriam resolvido apanhar o dinheiro um dia antes porque policiais do distrito teriam sido transferidos da delegacia para o Deic.
Os dois investigadores detidos acabaram sendo ouvidos como testemunhas, enquanto os delegados foram autuados em flagrante. Na corregedoria, os policiais - delegados e investigadores - negaram tudo, até mesmo a existência da lista. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. 

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.