Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

São Paulo tem a tarifa de ônibus mais cara do Brasil

/ On : quarta-feira, janeiro 05, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Do R7

Levantamento do R7 junto às prefeituras das 26 capitais brasileiras, mais o Distrito Federal, aponta que a nova tarifa de ônibus municipal a ser praticada em São Paulo, em 2011, será a maior registrada entre as grandes cidades do país. A tarifa de ônibus na capital paulista vai subir de R$ 2,70 para R$ 3 a partir de 5 de janeiro, informou o prefeito Gilberto Kassab, na terça-feira (28).

Com essa mesma tarifa, o passageiro pode pegar mais de um ônibus se tiver em mãos o Bilhete Único. Caso contrário, terá de pagar em dinheiro os R$ 3 a cada viagem.

Poucos Estados chegam a um preço semelhante, mas isso geralmente em tarifas intermunicipais. É o caso do Distrito Federal, cujas linhas que levam às cidades satélites custam R$ 3, enquanto a tarifa urbana fica em R$ 2. O último reajuste no DF aconteceu em janeiro de 2006.

Em Florianópolis, quem não fizer uso do cartão magnético integrado, que cobra R$ 2,38 por viagem, terá de desembolsar R$ 2,80 em dinheiro a cada trecho. O último reajuste da tarifa ocorreu em maio deste ano, quando passou de R$ 2,20 para o preço atual.

Entre as tarifas mais altas, estão as praticadas em Campo Grande e Cuiabá (R$ 2,50). Entretanto, nessas duas capitais, o passageiro pode pegar mais de um ônibus pagando esse valor.

A partir de janeiro de 2011, Salvador também vai cobrar R 2,50 pela passagem que, atualmente, custa R$ 2,30, informou a prefeitura da cidade ao R7. Nas cidades de Porto Alegre e Belo Horizonte, os ônibus cobram R$ 2,45 - a capital mineira reajustou a tarifa nesta semana.

A cidade do Rio de Janeiro cobra R$ 2,40 pela tarifa única, mas, desde outubro deste ano, adota o Bilhete Único, que dá direito a viagens integradas. A prefeitura do Rio afirmou não haver previsão de reajuste da tarifa única. Mas o Detro (Departamento de Transportes) do Estado do Rio de Janeiro já autorizou o aumento da passagem dos ônibus intermunicipais a partir de 2 de janeiro em 5,63%, elevando a tarifa de R$ 2,35 para R$ 2,50.

Tarifas mais baratas

Os Estados do Nordeste lideram entre os preços mais baixos. Em São Luís, a tarifa única custa R$ 1,30, a mais barata do país. Para a viagem integrada, o passageiro paga R$ 2,10. Em Fortaleza, a tarifa única custa R$ 1,80.

Já as capitais do Norte apresentam grandes variações de preço. Em Porto Velho, a tarifa custa R$ 2,30, em Manaus, R$ 2,25, enquanto em Macapá chega a R$ 1,90 e, em Belém, a R$ 1,85.


Leia mais em: O Esquerdopata: São Paulo tem a tarifa de ônibus mais cara do Brasil
Under Creative Commons License: Attribution

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.