Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

domingo, 16 de maio de 2010

Transparência São Paulo DE LUTO: Incêndio no Instituto Butantan destrói acervo e mais de 100 anos de pesquisa

/ On : domingo, maio 16, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
No dia de ontem, 15/05/2010, o comunidade científica e a humanidade sofreu uma perda incalculável, inestimável... indescritível. O acervo de cobras, aranhas e escorpiões do Instituto Butantan foi destruído pelas chamas de um incêndio; mais de 100 anos de pesquisas, feitas por milhares e milhares de professores, alunos e funcionários da USP foi reduzido a cinzas.

Esta é mais um obra que não será exibida no programa do horário eleitoral do PSDB. Esta é mais uma obra de um governo que abandonou a USP, abandonou a educação pública e abandonou a pesquisa, que só sobreviveu até agora pela luta dos funcionários, alunos e professores que teimam em manter a Universidade de São Paulo como uma das mais importantes instituições de ensino e pesquisa do mundo.

O TSP se solidariza com os heróis do Butantan (heróis de São Paulo, heróis do Brasil). Lamentamos a perda; perda que não é apenas de vocês, mas que reconhecemos como nossa também; perda de um povo e de uma nação. Sei que o momento agora é para choro, sei que não restou muito para reconstruir... e as linhas da história são escritas a caneta e apenas uma vez. Mas também sei que nem mesmo este terrível incêndio será capaz de vencer um povo que jamais desiste.

As imagens falam por si: um prédio com instalações simples e até precárias (como praticamente toda a USP), sem sistemas de prevenção de incêndios,  sustentada por professores e funcionários mal pagos, abrigava uma coleção de valor inestimável.

Este é um dois muitos exemplos do MODO TUCANO de tratar a educação em São Paulo.



O especialista em répteis e anfíbios da Universidade de São Paulo (USP), Miguel Rodrigues, relatou que o incêndio foi um desastre de proporções incalculáveis e cujos danos indicam a perda de um patrimônio insubstituível da história biológica brasileira.[1]
Alguns exemplares representavam a primeira identificação feita na natureza.[7]
O prédio mais atingido, construído na última de década de 70 e reformado há 10 anos, não tinha um sistema de proteção contra incêndios.[7] Um projeto de R$ 700 mil havia sido enviado à Fapesp pelo curador Francisco Luis Franco para a instalação de um sistema anti-incêndio no prédio destruído pelas chamas.












Incêndio no Instituto Butantan destrói maior acervo de cobras do país







Fogo queimou 70 mil espécies conservadas em formol na Zona Oeste de SP.
Chamas atingiram laboratório de répteis; causas do fogo serão apuradas.

Do G1 SP
O incêndio que atingiu o laboratório de répteis do Instituto Butantan, na Zona Oeste de São Paulo, no início da manhã deste sábado (15), destruiu um dos principais acervos de cobras, aranhas e escorpiões para pesquisas do mundo e o maior do Brasil. Mais de 70 mil espécies conservadas foram queimadas no local. Os bombeiros foram chamados e controlaram as chamas. Ninguém ficou ferido.
As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas. Uma perícia irá determinar o que pode  ter provocado o fogo.
Para entrar no laboratório, os bombeiros tiveram que quebrar as paredes. No fim da manhã, ainda havia alguns focos de incêndio no local. Quando o fogo começou, o prédio estava vazio. “Precisamos afastar as pessoas porque havia risco de o prédio desabar”, afirmou o capitão dos bombeiros Miguel Jodas. Nove equipes dos bombeiros foram ao local.
Cobras, aranhas e escorpiões
As chamas atingiram o prédio onde cientistas faziam pesquisa com cobras, aranhas e escorpiões. Os animais já mortos eram conservados em formol. As perdas ainda estão sendo contabilizadas, mas já se sabe que o incêndio destruiu o maior acervo de cobras do país.
Ainda abalado, o curador do instituto diz que a perda é incalculável. “São cem anos de história. Não sei dizer mais nada”, disse Francisco Franco, curador da coleção.
Ainda há fumaça saindo do prédio de 600 metros quadrados. Os animais vivos, como aranhas, foram retirados e levados para um local seguro.
Por causa do incêndio, o instituto, que estaria aberto a visitação, permanecerá fechado neste sábado e domingo (16).
O Instituto Butantan é um centro de pesquisas biomédicas localizado no bairro do Butantã. Foi fundado em 23 de janeiro de 1901 e é responsável pela produção de soros e vacinas. Conta com parque, museus, bibliotecas e serpentário.
O instituto é também um órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. A assessoria de imprensa do Butantan informou que está no local do incêndio fazendo um levantamento sobre os prejuízos.
Nota oficial do Butantan
Em nota, o Instituto Butantan divulgou que, "segundo informações preliminares prestadas pelos Bombeiros, não havia no prédio qualquer problema relacionado às instalações que possa ter originado o incêndio".
O órgão também informa na mesma nota que "o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, esteve pela manhã no Butantan, e conversou com o diretor do instituto, Otávio Mercadante. Ele solicitou que a instituição elabore imediatamente um projeto para a recuperação do prédio. A Secretaria de Estado da Saúde já se colocou à inteira disposição do Butantan para recuperar o local."
Em razão do incêndio, o Instituto Butantan só vai reabrir para a visitação do público na segunda-feira (17), "exceção feita aos museus, que rotineiramente ficam fechados às segundas."

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.