Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Terça-feira: deputados vão inspecionar Santa Casa de Mogi das Cruzes

/ On : segunda-feira, maio 31, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
A Comissão de Saúde e Higiene da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado estadual Fausto Figueira (PT), visita nesta terça-feira, dia 1º de junho, às 9h, a Santa Casa de Mogi das Cruzes para verificar in loco as condições de funcionamento da maternidade e da UTI neonatal do hospital, que registrou novas mortes de recém-nascidos desde a sua reabertura, no dia 12 de abril. O secretário de Saúde de Mogi das Cruzes, Paulo Villas Bôas de Carvalho, deve acompanhar a visita.

Em novembro passado, outros nove bebês morreram na mesma maternidade por infecção hospitalar, o que motivou a interdição do local e a instauração de inquérito civil pelo Ministério Público. Fausto já havia feito, na ocasião, representação junto à promotoria.

Diante da denúncia de novos óbitos apresentada por Fausto Figueira, o promotor de Justiça do Fórum de Mogi das Cruzes, Fernando Henrique Moraes de Araújo, anunciou a instauração de um novo inquérito civil contra a Santa Casa local. Com isso, são três os processos de investigação contra o hospital que correm na Promotoria de Justiça, além de um quarto que já foi concluído e resultou numa ação civil de responsabilidade contra a Santa Casa.

"É preciso verificar em que condições a UTI foi reaberta. A Vigilância Sanitária do Estado tem a obrigação de fiscalizar as condições de funcionamento da unidade. Caso a Santa Casa não demonstre condições de operar a UTI, é preciso que a Secretaria de Estado da Saúde assuma esta responsabilidade", disse o deputado. Uma alternativa, em sua opinião, seria a ativação emergencial de leitos de obstetrícia no Hospital das Clinicas Luzia de Pinho Melo, que pertence ao Estado.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.