Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

domingo, 30 de outubro de 2011

Prédio a 30 m da Secretaria da Segurança sofre arrastão

/ On : domingo, outubro 30, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com

Folha - 298/10/2011
Prédio a 30 m da Secretaria da Segurança sofre arrastão
Um prédio comercial localizado a 30 passos de distância da sede da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, um dos órgãos mais protegidos do governo e onde são decididas todas as políticas de policiamento no Estado, foi invadido duas vezes nos últimos 20 dias.
Por ser uma área de segurança, o prédio tem policiamento armado permanente e câmeras de vigilância. O arrastão aconteceu na madrugada de ontem. Pelo menos cinco das 96 salas do prédio de oito andares foram arrombadas e furtadas. Em uma das salas funciona o escritório do deputado federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), mas nada foi levado. Das outras quatro, os ladrões levaram eletroeletrônicos, notebooks, relógios etc.
O síndico Ivo Gonçalves Leite, 26, acredita que os ladrões entraram pela lateral do prédio, que fica ao lado da igreja São Francisco de Assis, que é vizinha da Faculdade de Direito da USP.
"Se não conseguimos nos sentir seguros na frente do órgão que cuida das polícias Civil e Militar, quem dirá em outras regiões da cidade", disse o advogado Alberto Benício dos Santos, 30.
PichaçãoAlém de furtar as salas do prédio, que segundo Santos pertence à Venerável Ordem Terceira, grupo de religiosos leigos da Igreja Católica, os ladrões picharam assinaturas na sua fachada, tombada pelo patrimônio histórico. Santos é o representante jurídico do condomínio.
Na invasão anterior, no dia 7, outras cinco salas, no 4º e 5º andares, também foram arrombadas, mas nenhum condômino registrou o desaparecimento de nenhum bem. As duas invasões ao prédio são investigadas pela polícia.
A Secretaria da Segurança Pública disse que irá buscar mais informações sobre os crimes para se manifestar
Assinante do jornal, clique aqui

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.