Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Governo paulista terceiriza até contagem de tempo de serviço do funcionário público.

/ On : segunda-feira, maio 09, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Ex-servidor tenta, mas Saúde não emite documento para aposentadoria

(do O Liberal Regional)

Desde o final do ano passado, o ex-funcionário do Centro de Saúde Aristides Trancozo Peres, José Ellis dos Santos, tenta conseguir um documento comprovando os cinco anos em que ele trabalhou no local, para fins de aposentadoria. O problema é que até hoje, ele não conseguiu obter o documento.
No dia 20 de dezembro do ano passado, o ex-funcionário protocolou pedido no Departamento Regional de Saúde (DRS-II) de Araçatuba solicitando Certidão de Tempo de Serviço, relativo ao período entre os anos de 1973 e 1978, mas até o momento a certidão não foi enviada.
"Logo mais vou completar 65 anos e não consigo esse documento para me aposentar", reclamou à redação de O Liberal Regional. Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde informou que este tipo de pedido não deve ser feito a eles e que o requerente deve procurar diretamente a DRS-II. Por telefone, uma funcionária da DRS-II, que pediu para não ser identificada pois não pode dar entrevistas sem autorização da assessoria, informou que o pedido já foi encaminhado ao órgão responsável por emitir as certidões, mas não soube precisar o motivo da demora. "Tem funcionários aqui que aguardam a certidão há mais de seis meses", disse. Ela afirmou, ainda, que atualmente um órgão terceirizado pelo Estado é que contabiliza os tempos de serviço dos funcionários, por isso, não compete às pastas fornecer esses dados.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.