Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

As enchentes em Franco da Rocha e a responsabilidade do Estado.

/ On : quinta-feira, janeiro 13, 2011 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
(do Transparência SP)

O centro da cidade de Franco da Rocha permanece alagado a três dias.
As notícias estão ainda chegando, mas já se sabe a causa básica de mais este drama: a falta de planejamento na gestão dos recursos hídricos na região metropolitana de SP e a falta de investimentos na prevenção das enchentes.
Nestes dois aspectos, a responsabilidade do governo Estadual é flagrante. Menos para grande parte da imprensa, que prefere continuar a colocar a culpa na intensidade "atípica" das chuvas de verão. Todo ano é esta mesma ladainha.
Além das chuvas, a SABESP, que administra represa próxima, aumentou sua vazão e colaborou na inundação do centro da cidade.
Conforme matéria do blog Vi o Mundo, postada no início de 2010, as inundações do ano passado tiveram como responsável direto a gestão complicada dos recursos hídricos - compartilhada entre SABESP, DAEE e empresas privadas - e a falta de desassoreamento do Rio Tietê.


Neste ano, pelo menos em Franco da Rocha, outra vez, a represa gerida pela SABESP parece ter causado a inundação de todo o centro da cidade. Para evitar o transbordameno ou o rompimento da represa, as autoridades do governo paulista avisaram a Defesa Civil que estariam aumentando sua vazão. Em outras palavras, avisaram à população: saiam daí que vamos inundar sua cidade.
Incrível é que os órgãos estaduais responsáveis não tenham a capacidade de prever chuvas fortes no verão e, portanto, diminuir bastante o nível das represas, a fim de não ter que tomar medidas absurdas como esta.
Mais incrível ainda que o prefeito desta cidade e a imprensa paulista não tenha intimado o governo estadual por mais este desastre, cobrando responsabilidades e recursos para a recuperação de Franco da Rocha.
A hegemonia tucana se contrói assim.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.