Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Análise sobre o resultado em SP.

/ On : segunda-feira, outubro 04, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
(do TSP)
O resultado das eleições no Estado de SP, neste primeiro turno, deve ser analisado de forma ampla:
- o PSDB coleciona uma importante vitória no primeiro turno, implantando a mais longa hegemonia de um partido a frente de um Estado no Brasil;
- em SP, a alternância de projetos políticos no jogo democrático não está em discussão, entre outras razões, porque a chamada "grande imprensa" não abre espaços de debate à altura da importância política e econômica do Estado, dificultando a discussão ampla sobre o seu rumo. Mesmo assim, o Estado apresentou-se "dividido ao meio", dada a margem apertada da vitória em primeiro turno do candidato tucano;
- as bancadas tucanas na Assembléia Legislativa e no Congresso Nacional por São Paulo foram reduzidas em relação a 2006, perdendo numericamente em ambas as Casas para as bancadas petistas;
- no caso da Assembléia Legislativa, graças ao crescimento da representação do PV e das bancadas do PTB, do DEM, do PMDB, do PPS e de outras legendas, o governo estadual continuará a ter importante maioria, mas não com a "folga" gigantesca do governo Serra;
- Serra teve muito menos votos no primeiro turno (40%) do que esperava, apesar de conseguir terminar na frente de Dilma (37%) e Marina (20%). De qualquer modo, para quem teve uma vitória consagradora para o governo estadual em 2006, o resultado não deixou de ser decepcionante;
- a oposição, se souber partir dos temas mais debatidos nesta última campanha (pedágios, transporte coletivo, educação, segurança, desenvolvimento econômico e saneamento), acompanhar e divulgar todos os escândalos que ocorrem no Estado e criar novos canais de comunicação, poderá efetivamente ter uma chance e romper a hegemonia tucana em SP daqui a quatro anos;

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.