Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

PSDB fracassa novamente ao tentar barrar campanha da Adpesp

/ On : quinta-feira, agosto 26, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
Pela segunda vez, o PSDB, partido do atual governo paulista, tentou barrar a campanha publicitária da Associação dos Delegados de  
Polícia do Estado de São Paulo (Adpesp) e, novamente, teve sua pretensão negada pela Justiça Eleitoral. O pedido foi julgado improcedente nesta quarta-feira (18/8) pelo desembargador Luiz Francisco Aguilar Cortez, do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.



 
De acordo com a Coligação Unidos Por São Paulo, que reúne o PSDB e outros partidos aliados, a campanha publicitária da Adpesp, que já completou duas fases, interferiria no ambiente eleitoral, por apresentar conteúdo político. O partido também alegou que a associação estaria promovendo campanha eleitoral negativa contra o partido.
O desembargador, por sua vez, concordou que as manifestações da Adpesp são meramente informativas, e que descrevem fatos sem conteúdo eleitoral. De acordo com o desembargador, a campanha da associação, que é apartidária, visa apenas defender os interesses da classe dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo.
A campanha, que tem tido boa repercussão na mídia e na sociedade, traz à tona a realidade do Delegado de Polícia paulista. Entre outros pontos, a iniciativa mostra que os Delegados de São Paulo têm os piores salários do país. “A decisão do Poder Judiciário pela segunda vez comprova o caráter institucional de nossa campanha e que a população tem o direito de saber o descaso com que a segurança pública vem sendo tratada ao longo destes anos. Reafirmamos que somos apartidários e que os números que abrimos à sociedade estão disponíveis e são oficiais”, destaca Marilda Pansonato Pinheiro, presidente da Adpesp. 
As informações estão sendo divulgadas em veículos de comunicação. “Esses números são vergonhosos para nosso Estado, e agora, amparados mais uma vez em uma decisão judicial, estamos tornando público o caos noticiado em nossa campanha. O simples fato de o partido do Governo de SP tentar barrar nossa informação mostra que ele também deve se envergonhar disso e resolver a questão de uma vez por todas, a sociedade não pode mais esperar, isto precisa mudar”, conclui.
Problemas continuam – os números apontados sequer foram contestados e mostram a situação de emergência em que a Polícia Civil paulista se encontra. A Associação também se prepara para colocar a terceira fase da campanha no ar.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.