Editorial TSP Educação Eleições Contas Públicas Imprensa Política Precatórios Privatizações Saneamento Saúde Segurança Pública Servidores Transporte
Agora São Paulo Assembléia Permanente Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Vi o Mundo
Canal no You Tube
Agora São Paulo Assembléia Permanente BBC Brasil Brasília Confidencial Carta Capital Cloaca News Conversa Afiada Cutucando de Leve FBI - Festival de Besteiras na Imprensa Jornal Flit Paralisante NaMaria News Rede Brasil Atual Reuters Brasil Vi o Mundo

domingo, 30 de maio de 2010

Presidente Prudente: professores estão “por conta” com governo do Estado

/ On : domingo, maio 30, 2010 - Contribua com o Transparência São Paulo; envie seu artigo ou sugestão para o email: transparenciasaopaulo@gmail.com
“É uma voz só. Todos os professores estão por conta com este governo do Estado de São Paulo. Queremos que a política de bônus e gratificações seja extirpada, com a paridade entre ativos e inativos”, desabafou a representante da Apampesp (Associação dos Professores Aposentados do Estado de São Paulo), Maria Inês, na audiência pública para discutir o Orçamento do Estado para o próximo ano, em Presidente Prudente, nesta sexta-feira (28/5).

A professora aposentada questionou os deputados sobre as emendas ao Orçamento somente para obras de estradas, saúde e saneamento. “Há um esquecimento de que tudo passa pela educação. Até a saúde, porque a educação vai ensinar a prevenção. Estamos cobrando coerência neste discurso do governo do Estado”, desabafou Maria Inês.

Representantes da Apampesp participam de todas as audiências regionais do Orçamento onde explicam a difícil situação em que se encontram os servidores inativos, que vêm seus benefícios reduzidos ano-a-ano sem que o governo estadual estabeleça uma política de reposição salarial.

Neste mesmo sentido, representantes de diversas outras categorias de servidores estaduais solicitaram mais verbas para repor salários, ampliar quadros de funcionários e capacitação profissional.

Diva Ferreira do Sindicato dos Funcionários do Poder Legislativa explicou que a categoria quer “o cumprimento dos passivos trabalhistas com nossos servidores”. Claudia Diamamente, representando profisionais do Centro Paula Souza, solicitou mais verbas para o ensino técnico no Estado. Maria Márcia da Silva – Sindicato dos Peritos Criminais do Estado de São Paulo – pediu a ampliação do quadro de funcionários e a implantação de um plano de carreiro. Segundo ela, o governo estadual colocou um freio na política salarial dos servidores, deixando todo o conjunto destes profissionais desmotivados. Também Clóvis Antonio de Alencar, da CATI de Presidente Venceslau, falou da necessidade de mais recursos para a Secretaria de Agricultura, para investir em recursos humanos e de custeio. Para ele, falta apoio técnico à agricultura familiar, que precisa de capacitação dos produtores.

Estradas e saneamento

Outras reivindicações apresentadas na audiência do Orçamento de Presidente Prudente foram a recuperação da malha viária da região e a questão do saneamento.

O representante da Associação dos Moradores do Bairro Sete Copas em Presidente Prudente, João Carlos da Rocha, disse da necessidade da pavimentação da estrada de terra que liga o município de Indiana a Presidente Prudente. “É o único acesso dos habitantes de Indiana com Prudente e beneficiária ainda cerca de 300 produtores rurais locais”, explicou Rocha.

Os prefeitos de Presidente Bernardes, Wilson Antonio de Barros, e de Narandiba, Enio Magro, falaram sobre a importância da recuperação de recursos hídricos da região e a ampliação do saneamento básico.

Além dos prefeitos de Presidente Bernardes e Narandiba, participaram da audiência pública vereadores de Presidente Presidente e Pirapozinho; representantes de entidades, associações e movimentos sociais; e os deputados Mauro Bragato, Vítor Sapienza e Ed Thomas.

A próxima audiência da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembleia ocorre em Guarulhos, na segunda-feira (31/5), na Câmara Municipal, às 20 horas.

A população pode participar do processo de discussão do Orçamento, mesmo sem estar presente. Basta enviar sugestões para a aplicação dos recursos estaduais e propostas de emenda ao orçamento por meio do site da Assembleia: http://www.al.sp.gov.br/ - clique no link Audiências Públicas Orçamento 2011.

Twitter

Privatizações

Privatizações
Memórias do Saqueio: como o patrimônio construído com o trabalho e os impostos do povo paulista foi vendido
 
Copyright Transparência São Paulo - segurança, educação, saúde, trânsito e transporte, servidores © 2010 - All right reserved - Using Blueceria Blogspot Theme
Best viewed with Mozilla, IE, Google Chrome and Opera.